Em terra de cego, quem tem um olho é rei: Prefeito de Santa Inês aumenta salário em plena pandemia

fevereiro 02, 2021 0

 


É até aceitável, condizente e oportuno, que procuremos as melhoras de cada um. Mas convenhamos, é indesejável que um prefeito em tempo de pandemia do Covid-19, sancione uma lei para que seu salário, do  vice-prefeito, secretários municipais e secretários adjuntos sejam atualizados monetariamente. Pasmem, fora o que aconteceu no município de Santa Inês/MA. O aumento de efeito-casata aconteceu nos primeiros 33 dias de sua nova gestão. Depois da Câmara de Vereadores aprovarem a Lei, o prefeito eleito de Santa Inês, Felipe dos Pneus, sancionou o aumento do seu salário para R$ 27 mil reais.

 






O Projeto de Lei de Nº 03 de 2021 já fora “aprovada” pela prefeitura Municipal de Santa Inês. O seu conteúdo já divulgado em redes sociais, tem sido amplamente debatido. Uns poucos comentários até o defendem, repassam que “o prefeito recebe como empresário, mais que como prefeito”. Mas a maioria condena a ação, como sendo intempestiva, súbita, gananciosa. O que nos leva a pensar de forma sensata: Será que uma das primeiras ações do atual prefeito de Santa Inêz, Felipe dos Pneus, fora no sentido de se auto beneficiar? Mas e os argumentos em campanha, no quesito de gerir renda, desenvolvimento e políticas públicas para o município? O questionamento maior é principalmente, por conta desta época de pandemia, recursos escassos, perda de amigos e familiares. Teria sido mesmo, uma atitude de responsabilidade e trato com a coisa pública, para o município?

 



No Projeto de Lei de Nº 03 de 2021, relatam que ficam atualizados. monetariamente os seus subsídios, ou seja,  do atual prefeito e de toda a sua equipe. O embasamento dos valores estabelecidos, segundo o projeto de Lei, são o resultado da “correção da inflação”, no período de 2016 a 2020, em que teria sido registrado “uma defasagem” total de 23,77%.

 

Neste sentido, os valores corrigidos passam a ser:

 

Prefeito Municipal: R$ 27.229,40

Vice-Prefeito R$ 13.614,70

Secretários:R$ 12.377,00

Secretários Adjuntos: R$ 6.188,50

 

As correções aos subsídios fixadas por esta Lei,  se aplicarão aos exercícios de 2021 a 2024.

Esta Lei entrará em vigor na data da sua publicação, com efeitos financeiros à partir de 1º de janeiro de 2021.

 

Como explanei no início do texto, é salutar que procuremos as nossas melhoras, mas, é  meio incoerente e mesmo indecoroso, para uma gestão; onde o prefeito em início de mandato, cumular despesas com o aumento de seus vencimentos, para ele e toda a sua equipe.  Espero sinceramente, que a atual gestão do município de Santa Inês, nesse tempo de pandemia do Covid -19, não esqueça do prioritário, cumprir as suas promessas de campanha.

0 Comentarios "Em terra de cego, quem tem um olho é rei: Prefeito de Santa Inês aumenta salário em plena pandemia"