Boatos e informações desconcentradas nas redes sociais podem ter sido a causa de notícias de sequestros de crianças no MA

janeiro 26, 2021 0

 



Nos últimos dias diversas informações foram divulgadas como sendo, que estariam acontecendo diversos sequestros de crianças em municípios  Maranhenses. As redes sociais foram impactadas com noticias que estariam acontecendo tais sequestros em Davinópolis, Pinheiro, São Mateus, Zé Doca, São José dos Basílios, Dom Pedro, Capinzal do Norte, Igarapé Grande, Lima Campos. Os casos foram dados como verdadeiros e de forma rápida ganharam as redes sociais. O signatário deste blog ao contactar com diversas autoridades, não obteve a confirmação dos supostos casos. O blog inclusive, descobriu que aconteceu o mesmo boato em São Mateus, município de São Paulo. O que pode ter iniciado os primeiros boatos, como sendo ocorridos no Maranhão.


 



De form rápida, mas sem confirmar com as autoridades, muitos propagaram que estavam ocorrendo sequestros de crianças nos municípios maranhenses. Uns até divulgaram nas redes sociais, a foto de um casal, onde os mesmos estariam sequestrando crianças, com o propósito de venderem os õrgãos das vítimas. Em contato com as autoridades, o blog foi informado que não houve registros de ocorrências policiais (BO), nos devidos municípios. Em contado com a autoridade policial de São Mateus, o delegado repassou, que em contato com o Presidente do Conselho Tutelar de São Mateus-MA, obteve a informação “Que não há casos em São Mateus, sobre sequestro de crianças. Apenas fora realizado um trabalho preventido, em preocupação às crianças do município”.

 

Em relação aos casos em São José dos Basílios, Presidente Dutra, Dom Pedro e Capinzal, o delegado responsável pela região, repassou que não tomou conhecimento de casos registrados, os quais confirmem sequestros de crianças. O Delegado da região de Zé Doca, disse que ninguém procurou a delegacia para formalizar as queixas, quanto ao assunto de tentativa de sequestro de crianças. Em relação ao município de Pinheiro e região, nada fora relatado acerca de sequestro de crianças.

 

Crianças percebem carro preto suspeito em Davinópolis e correm

 

Em contato com o Delegado de Imperatriz, o blog sondou o suposto caso de Davinópolis, município que integra a região. Neste caso crianças teriam observado um caso suspeito e informado de um veíco estranho nas proximidades. De acordo com o delegado, “Fora informado que duas crianças disseram que teriam visto um carro preto, estranho nas proximidades. Elas suspeitaram do mesmo e saíram correndo”. Apenas fora relatado esta situação.

Ações imediata dealguns Conselhos Tutelares. Mas foi válido a preocupação em proteger as crianças

 

Diante das divulgações, mesmo estas não tendo sido confirmadas junto ás delegacias dos respectivos municípios, alguns Conselhos Tutelares emitiram notas “confirmando os casos”. Lógico que agiram de forma defensiva e preventiva em ajudar as nossas crianças. Muito razoavel a iniciativa até. Mas o signatário acha também, que poderiam ter sido efetuado o contado junto às delegacias, para confirmarem a exatidão dos casos. Não gerando assim, uma divulgação exarcerbada.

 

Boato de sequestro de crianças em São Mateus, município de São Paulo

 


O caso fora registrado na zona leste de São Paulo, onde fora noticiado que falsos fotógrafos estariam sequestrando crianças para vender seus órgãos. A informação foi tida como falsa junto ás autoridades. Mas antes da apuração, teria sido divulgada amplamente nas redes sociais, como sendo verdade. As autoridades paulistas informaram, que não fora registrado nenhum atendimento de ocorrências desta natureza.

 

Há um forte indício sobre a divulgação nos municípios maranhenses, que possa ter ocorrido um mal entendimento em relação ao falso caso ocorrido em São Paulo, por conta da semelhança dos mesmos nomes do município de São Mateus-MA e São mateus-SP. Levando-se em conta, que poderia ter acontecido em São Mateus do Maranhão. E este disparado de forma rápida para os municípios maranhenses. Mas é importante salientar, na necessidade de se confirmar casos dessa natureza, junto às autoridades policiais. Há um Decreto de nº 3.688, de 03 de outubro de 1941, onde no Art. 41, adverte: Provocar alarme, anunciando desastre ou perigo inexistente, ou praticar qualquer ato capaz de produzir pânico ou tumulto.

0 Comentarios "Boatos e informações desconcentradas nas redes sociais podem ter sido a causa de notícias de sequestros de crianças no MA"