Na pandemia, prefeita de Porto Rico contrata empresa investigada pela PF por R$ 4,6 milhões sem licitação

novembro 14, 2020 0


Tatyana Mendes usou dinheiro público para pagar empresa investigada na Operação Cobiça Fatal

Em meio à pandemia da covid-19 e uma série de medidas de ajustes econômicos para atravessar a crise, a prefeita de Porto Rico do Maranhão, Tatyana Mendes (PCdoB), contratou por R$ 4,6 milhões, com dispensa de licitação, uma empresa para “fornecer equipamentos de proteção individual – EPI, material de limpeza, e insumos para atender as demandas das Unidades de Saúde do município”, conforme consta no DOE (Diário Oficial do Estado).



A Precision Soluções em Diagnósticos Ltda é uma empresa de comércio atacadista de instrumentos e materiais para uso médico, cirúrgico, hospitalar e de laboratórios aberta em setembro de 2008, com capital social estimado em R$ 200 mil, de acordo com a Receita Federal. 




Funciona na Rua 4, Quadra 03, Nº 15, Conjunto Habitacional Vinhas, em São Luís. O quadro societário mostra os nomes de Terezinha de Jesus Neves Bottentuit e Lucia Maria Chuairy Cunha como sócias.




De acordo com informações obtidas pela reportagem, a Precision figura no inquérito da Operação Cobiça Fatal que apura possível fraude na aquisição de máscaras em municípios maranhenses.

O foco são contratos fechados pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus) de São Luís, mas segundo a reportagem apurou, a mesma empresa também conseguiu fechar negócio com a prefeita Tatyana, que pode ser alvo da 3ª fase da operação que investiga irregularidades com recursos que deveriam ser usados no combate à pandemia.




Curioso é que embora no portal da transparência do município apareça um contrato no valor de R$ R$ 205 mil e 976 reais, uma consulta junto ao Sistema de Acompanhamento Eletrônico de Contratação Pública – SACOP do Tribunal de Contas do Estado (TCE), revela que a mesma empresa figura com um contrato no valor R$ 4.601.727,51, conforme documentos em anexo. Por conta disso, a prefeita portoriquense que busca sua reeleição nesse domingo (15), pode ser presa a qualquer momento.

0 Comentarios "Na pandemia, prefeita de Porto Rico contrata empresa investigada pela PF por R$ 4,6 milhões sem licitação"