Nesse tempo de crise, bem que a Prefeitura de São Luís poderia deixar de ”H” e pagar os cachês atrasados para as Escolas de Samba

março 31, 2020 0

 

Durante esta crise, ao ter que se ficar em casa de quarentena e ou não, por conta da infecção do Covid-19, ter com o que contar é fundamental nesses dias. É imperativo e precisa ser observado como suma importância, a ajuda governamental. Mas e quando ela se mostra lamentável, inoperante? É o que vem acontecendo com os colaboradores das Escolas de Samba de São Luís. Eles realizaram uma série de apresentações feitas durante o Carnaval nos anos de 2016 a 2020, na capital Maranhense. Até hoje, esse dinheiro está de “H” e nunca fora pago.

Fora divulgado nas redes sociais, que a prefeitura de São Luís está devendo até hoje e pasmem, esse débito de cachê para as Escolas de Samba de São Luís, estão há cerca de 04 anos. É uma dívida que vem desenrolando desde 2016. São inacreditáveis 04 anos, que as agremiações não veem a cor desse dinheiro. Já pensaram, o quanto esse dinheiro seria de grande importância para esses colaboradores, nesse momento de grande precisão, para o enfrentamento com essa pandemia do Covid-19?



Não aguentando mais, a falta de compromisso do Prefeito de São Luís, 09 Escolas de Samba de São Luís divulgaram uma nota cobrando o prefeito Edvaldo Holanda Jr. O pagamento é referente a uma série de apresentações feitas durante o Carnaval nos anos de 2016 a 2020, na capital Maranhense.

Segundo os líderes das agremiações, os recursos atrasados serão usados para pagar os colaboradores que estão em isolamento por causa do Covid-19 sem a menor possibilidade de aferir renda neste período de pandemia e quarentena.

 

Caso a Prefeitura de São Luís, na pessoa do ilustríssimo Edvaldo Holanda Júnior, queira se manifestar, o blog está à disposição.


Confira a nota abaixo:

APELO AO PREFEITO EDVALDO HOLANDA*

 

Os dirigentes das Escolas de Samba e demais agremiações que protagonizaram os desfiles na passarela do samba do carnaval 2020 pedem ao prefeito Edvaldo Holanda que, assim como fez o Governador Flávio Dino, demonstre respeito e sensibilidade com todos os profissionais e artistas que compõem a cadeia produtiva da festa de momo no que tange a liberação dos valores referentes à última parcela dos cachês e a premiação dos concursos de 2016 e 2020. Os pagamentos serão um alívio na vida dos profissionais e artistas que trabalharam por mais de 30 dias exaustivamente para o sucesso do evento. Pra finalizar, ressaltamos que nesse momento no qual o isolamento social é a única arma que temos contra o COVID 19 a liberação desses recursos é imprescindíveis para que possamos manter nossos colaboradores em casa.

 

Presidente da Escola de Samba Turma da Mangueira 

 

Presidente da Escola de Samba Favela do Samba

 

Presidente da Escola de Samba Imperio Serrano

 

Presidente da Escola de Samba Marambaia

 

Presidente da Escola de Samba Turma do Quinto

 

Presidente da Escola de Samba Terrestre do Samba

 

Presidente da Escola de Samba Túnel do Sacavém

 

Presidente da Escola de Samba Unidos de Fatima

 

Presidente da Escola de Samba Mocidade Independe da Ilha


0 Comentarios "Nesse tempo de crise, bem que a Prefeitura de São Luís poderia deixar de ”H” e pagar os cachês atrasados para as Escolas de Samba"