Virou banalidade: Matou com um fio de chapinha/Matou por conta de um serviço mal feito

janeiro 30, 2020 0


"Dois casos de morte pela manhã na região da Cidade Operária, por puro descontrole"

Foram registrados na manhã desta quinta-feira (30), entre 08 e 10hs da manhã, dois casos de crime contra a vida. Os mesmos, considerados de natureza obsoleto, culminou para a maior das gravidades. O primeiro caso é o de Daniela da Silva Rolim, 21 anos. Ela usou o fio de uma chapinha, para matar a vítima, Francisca da Silva, 49 anos. Após o crime, realizado no bairro da Santa Efigênia, a autora se apresentou na delegacia da Decop e confessou, que teria matado a vítima.
O outro caso, foi o do acusado Adauto Silva, 53 anos. Ele teria discutido com a vítima, Tiago Fernandes, 28 anos, e o matou. Durante a discussão, a vítima foi lesionada a golpes de arma branca, na altura do peito. Ele não resistiu aos ferimentos. O crime aconteceu na Estrada da Mata, no bairro do Jardim Tropical/MA.
Nos dois casos, eles foram apresentados na Decop.


No primeiro caso, ocorrido nesta quinta- feira (30), o caso foi registrado por volta das 08:40h, nas proximidades do Socorrão 2, no bairro da Santa Efigênia. A acusado Daniela Rolim, após discutir com a vítima, a matou com um fio de chapinha.  Após o cometimento do crime contra a vida, ocorrido no mesmo bairro onde mora a autora, mas de endereço diferente; a acusada se dirigiu até a Delegacia da Cidade Operária (Decop), e teria confessado o crime a um policial, que estava na delegacia.
Quando os policiais chegaram no local, a vítima Francisca Silva foi encontrada sem vida, com o fio de chapinha enrolado no pescoço. A vítima residia no bairro do Jardim Tropical. Ao ser encontrada morta ao solo, havia uma arma branca, próximo do corpo.

Outro crime banal contra a vida

No outro caso, o acusado Adauto Silva, que reside no bairro da Vila Flamengo, após discutirem, matou a vítima Tiago Fernandes. A vítima residia na Estrada da Mata, Jardim Tropical.

As informações dão conta, que o crime foi motivado, por uma cobrança, existente entre ambos. Fora realizado um serviço técnico mal feito, o que veio a gerar conflitos entre ambos. Na contenda, a vítima foi esfaqueada. Ela, a vítima, ainda veio a receber atendimento emergencial pelo SAMU, ao hospital Socorrão 2, mas não teria desistido aos ferimentos. Ele veio a óbito no início da tarde, na casa de saúde. O autor foi encontrado pela polícia, e encaminhado para a Decop.

0 Comentarios "Virou banalidade: Matou com um fio de chapinha/Matou por conta de um serviço mal feito"