Na maior apreensão do Rio de Janeiro, governador disse: Se enfrentar a polícia, será preso ou será morto

julho 19, 2019 0


"Após mega operação e apreensão de  23 fuzis, 01 metralhadora.30, 75 granadas, munições e  06 toneladas de drogas, há quem ainda defenda os criminosos"

Após a megaoperação realizada na noite desta quinta-feira no Rio de Janeiro, no Complexo da Maré, onde após denúncia pelo Disque Denúncia, procedeu as investigações e monitoramentos. Durante a operação foram apreendidos 23 fuzis, 01 metralhadora .30, com poder de fogo para derrubar um helicóptero; 02 escopetas; 01 pistola; 01 revólver; 75 granadas, munições e ainda 06 toneladas de entorpecentes. A operação contou com uma força tarefa da polícia Civil e Militar, um blindado, um helicóptero e ainda 02 policiais que ajudaram na localização da droga.



O Governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, fez questão de comparecer ao local, para parabenizar o trabalho dos policiais. O governador disse, que a atuação da Polícia é um recado aos criminosos “O recado está dado, não enfrente a polícia, se enfrentar a polícia, só há dois caminhos, será preso ou será morto”. Mais tarde, em uma coletiva de imprensa, o governador teria respondido a uma pergunta de um jornalista; que teria comentado, se as palavras do governados não seria algo semelhante à institucionalização da pena de morte no Brasil. Que é proibida pela constituição.

Em resposta, o governador Wilson Witzel disse “ Os nossos policiais devidamente orientados, podem e devem imediatamente repelir uma injusta agressão, atual ou iminente, de acordo com o Código Penal, usando moderadamente os meios necessários. Quem está com um fuzil, só pode ser paralisado, com outra arma de mesmo calibre. Inclusive com o uso de atiradores de elite”, ponderou o governador.

Ação da Polícia contra o crime no Complexo da Maré



Os policiais fizeram buscas em vários pontos do Complexo da maré, formado por cerca de 15 comunidades, mas a polícia de forma rápida, apreendeu as armas e a droga. As 06 toneladas de drogas apreendidas ontem, é praticamente a metade do que foi apreendido em todo o ano de 2018 pela Polícia Militar. Na apreensão de drogas, tinha maconha, haxixe, lança perfume e 172 kg de pasta base de cocaína, os quais poderiam virar quase 900kg da droga.


Na ação contra o crime, 05 pessoas foram presas, dentre elas, Adriano Cruz de Oliveira, o segundo homem na hierarquia do tráfico no Parque União. Adriano era foragido da Justiça e está condenado há mais de 35 anos de prisão. Houve confronto com outros criminosos, um homem foi alvejado e morto. w

0 Comentarios "Na maior apreensão do Rio de Janeiro, governador disse: Se enfrentar a polícia, será preso ou será morto"