Jefferson Portela incomoda a criminalidade. Eu não me sento com o pequeno e nem o grande criminoso

junho 20, 2019 0




Eles estão tremendo, e esse tremor está sendo ouvido como vozes de ataques”

Em entrevista demorada, serena e pontuada com fortes argumentos, o secretário de segurança pública do Maranhão Jefferson Portela, expos de forma clara, as ações da segurança pública contra a criminalidade no Maranhão. De forma incisiva, o secretário de segurança relatou, ao repórter Silvan Alves, do Bandeira 2 da TV Difusora, que será um prazer ir em Brasília, falar dos crimes no Maranhão. O secretário relatou ainda, que não somente juízes, mas como políticos e alguns profissionais de outras áreas estão querendo tomar por verdade, denúncias de acusados presos e ou afastados de suas funções de policiais, por conta das suas ações com o crime organizado.

De forma direta, o Secretário de Segurança informou na reportagem, “Eu irei com todo prazer ir em Brasília, falar dos crimes praticados aqui no Maranhão. Será um prazer falar sobre a agiotagem, falar sobre o crime organizado, falar sobre o contrabando. Podem começar a tremer a partir de agora, porque quando eu sentar lá em Brasília, a verdade vai voar para o Brasil todinho. Eu sou policial do Estado do Maranhão e policial não rima com o crime, é o combate ao crime. Há gritos contrários às ações da polícia firme que hoje tem no Maranhão. Há pessoas de paletó e gravata, induzindo pessoas a contrabandear cigarros para o MA; Envolvidos com a agiotagem; Tirando onda de autoridade pública, mas envolvido com o crime.
 Eles estão tremendo, e esse tremor está sendo ouvido como vozes de ataques. Iremos repassar todas as informações na área do contrabando para os órgãos federais. Há pessoas tremendo e uns gritando por eles, e os que tremem escondidos atrás de gravata e paletó, não aparecem.

Comportamento diferenciado

Durante a entrevista, o secretário de Segurança relatou, que uma Desembargadora teria representado para apurar, o que os dois delegados envolvidos no caso teriam dito. Mas, ela não nos pergunta, se o que os dois estão falando, se e verdade e ou mentira. Todas essas informações foram o acolhimento de mentiras. A Desembargadora em depoimento com os dois, os toma como verdade e não nos pede esclarecimentos, se os dois delegados estão em comum com a verdade. A minha pergunta é quem que vai responder depois, quando todas essas coisas cair por terra e a verdade aparecer. Quem tiver cargo, seja ministro de Estado, seja Desembargador, que tenha o nome e o parentesco que tiver, se for bandido, vai responder à Justiça.
 “Eu deixo claro, que são ataques diários com a gestão, com assuntos que nada tem a ver e nada se diz dos criminosos, nada, Não se pergunta o porquê eles foram presos e qual o envolvimento com o arrombamento a banco, com o contrabando, nada se fala! A sociedade sabe do nosso serviço contra o crime, e o quanto o resultado vem sendo sentido”, destacou o secretário.

O Secretário de Segurança Jefferson Portela fez ainda, um rápido balanço na diminuição rápida dos crimes contra a vida, saindo da mancha vermelha dos crimes de homicídios. Aqui no Maranhão, entre janeiro e abril deste ano, as quatro cidades da Ilha registraram 86 casos de homicídios e 72% a menos que o mesmo período de 2014.

Por conta do combate intenso contra o tráfico de entorpecentes. Demos um prejuízo gigantesco para a coluna do tráfico. Algumas quadrilhas do Maranhão mudaram para o Mato Grosso, porque estão devendo para quadrilhas internacionais. Eles estão devendo mais de 20 milhões de prejuízos, por conta das apreensões contra o tráfico, e isto, antes da distribuição, toneladas de entorpecentes foram apreendidas. w

Vídeo completo do secretário de segurança na Difusora





0 Comentarios "Jefferson Portela incomoda a criminalidade. Eu não me sento com o pequeno e nem o grande criminoso"